domingo, 15 de dezembro de 2019

10 plantas incríveis para prevenir e combater gripe, inflamações na garganta e viroses

O que a medicina natural pode fazer para ajudar a prevenir e combater gripe e viroses?
 
Para combater as ameaças de microrganismos patogênicos – não só vírus, mas também bactérias, parasitas, etc. – a regra básica é uma boa alimentação.
 
É oportuno eliminar a chamada junk food e dar preferência aos alimentos frescos, da estação e, se possível, de origem biológica, principalmente frutas e verduras.
 
Agindo assim, diminuímos a quantidade de agrotóxicos que entra no organismo, o que, consequentemente, reduz as interferências de ordem alimentar no sistema imunológico; e incrementamos a absorção de vitaminas e minerais indispensáveis para a correta ativação das nossas defesas.
 
Para a perfeita alimentação, muitas vezes é útil associar suplementos à base de minerais (selênio, zinco), vitaminas (A,C e E) e ervas específicas, tais como equinácea, alho, ginseng, alcaçuz e cúrcuma, para dar suporte ao sistema imunológico.
 
 
 
1. Alcaçuz:
 
A raiz do alcaçuz dá suporte ao sistema imunológico e inibe diretamente diversos vírus.
 
Reduz as irritações da garganta, a congestão pulmonar e é usada para tosse e problemas dos brônquios.
 
Protege, por outro lado, o estômago e é assim um remédio útil também para as inflamações gástricas.
 
O alcaçuz é uma das ervas mais receitadas na Europa para o tratamento de gripe e resfriado.
 
2. Alho:
 
É um excelente remédio para todo tipo de infecção, inclusive aquelas do aparelho respiratório.
 
O alho também combate a proliferação de muitas bactérias e vírus.
 
É eficaz para o resfriado, a gripe, as infecções de ouvido e ajuda a reduzir o muco.
 
Pode ser consumido junto com antibióticos para dar suporte às suas ações.
 
É especialmente indicado para a tosse persistente e a bronquite.
 
Além disso, contém vitamina A, C e E, que reforçam o sistema imunológico.
 
3. Equinácea:
 
Esta planta herbácea ativa o sistema imunológico contra as infecções, sejam bacterianas ou virais.
 
Trata-se de um antibiótico natural delicado que funciona melhor se consumido quando surgirem os primeiros sintomas.
 
4. Ginseng:
 
Esta preciosa raiz incrementa a eficiência física e mental e a resistência ao estresse e às doenças.
 
É na verdade uma raiz adaptável, que reequilibra o organismo de acordo com as necessidades individuais.
 
O ginseng aumenta a função imunológica e potencializa a energia e o vigor.
 
5. Anis-estrelado:
 
Tem ação expectorante, espasmódica, carminativa, estomática e antisséptica, sendo indicado contra falta de apetite, gastrite, enterite, flatulência, espasmos gastrintestinais, tosse e bronquite.
 
Ativa a secreção do leite e do suor e pode ser usado topicamente em micoses.
 
O anis-estrelado serve de matéria-prima na fabricação do medicamento antiviral Tamiflu.
 
O uso em excesso, porém, é prejudicial à saúde.
 
6. Açafrão-da-terra/ cúrcuma:
 
Para muitos, nenhum outro alimento tem atividade antibiótica maior que a cúrcuma (açafrão-da-terra).
 
Os indianos já sabem disso e a usam há milhares de anos para combater dor de garganta e outras infecções.
 
Consuma cúrcuma (se possível combinada com pimenta-do-reino) e sentirá uma maior resistência do seu corpo.
 
7. Cebola:
 
Graças à sua elevada percentagem de enxofre e flavonóides, é excelente para problemas respiratórios, como gripe, bronquite e faringite.
 
8. Gengibre:
 
O gengibre é muito potente para combater infecções e aliviar dores.
Você pode tomá-lo como chá ou adicioná-lo em sucos.
 
9. Alecrim:
 
O alecrim é outro potente antibiótico natural.
 
Ele possui intensa atividade  bactericida, além de propriedades antivirais.
 
O chá de alecrim ajuda a combater os germes que podem invadir o organismo e causar infecções.
 
10. Canela:
 
A canela tem uma longa história tanto como especiaria quanto como medicamento.
 
Seus óleos essenciais são poderosos no combate a vírus, bactérias e fungos.
 
Procure consumir canela das mais diversas formas (chá, sob frutas, no suco…) e pouco a pouco construirá uma forte proteção contra infecções.
 
A canela, todavia, é contraindicada para quem tem pressão alta e seu consumo também deve ser evitado durante a gravidez.
 
IMPORTANTE!!!
 
Você encontra todas essas plantas em lojas de produtos naturais ou em farmácias homeopáticas/de manipulação.
 
Algumas delas, até mesmo em feiras e supermercados.
 
Consulte sempre seu médico.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário